O AMOR É UMA FLOR RARA - OSHO

O amor é uma flor rara.
Ele só acontece às vezes.

Milhões e milhões de pessoas vivem na falsa atitude de que amam.
Elas acreditam que amam, mas isso é só uma crença.

O amor é uma flor rara.
Às vezes ele acontece.

É raro porque só pode acontecer quando não existe medo, nunca antes disso. 

Isso significa que o amor só pode acontecer a uma pessoa profundamente espiritualizada, religiosa. 

O sexo é possível para todos. 
A familiaridade é possível para todos. 
Não o amor.

Quando você não tem medo, não há o que esconder; então você pode se abrir, pode pôr abaixo todas as fronteiras. E então pode convidar o outro a tocar a sua essência.

E, lembre-se, se você deixa que alguém o toque profundamente, o outro também deixará que você o toque, pois, quando deixa que alguém o toque, você inspira confiança.

Quando você não tem medo, o medo da outra pessoa também desaparece.

No amor de vocês, o medo está sempre presente.
O marido teme a mulher, a mulher teme o marido.

As pessoas que se amam sempre têm medo uma da oura. Então não é amor. É só um arranjo entre duas pessoas medrosas, que dependem uma da outra, brigam, exploram-se, manipulam, controlam, dominam, possuem uma a outra — mas não é amor.

Se você conseguir deixar que o amor aconteça, não precisará de prece, não precisará de meditação, não precisará de igreja nenhuma, de templo nenhum. 

Se amar, você pode se esquecer completamente de Deus — porque, por meio do amor, tudo terá acontecido a você: meditação, prece, Deus, tudo terá acontecido a você.

É isso que Jesus quis dizer quando falou que Deus é Amor. 

Mas o amor é difícil.
O medo tem que ser superado.

E é isto que é estranho, vocês têm tanto medo e, ao mesmo tempo, não têm nada a perder. 


Osho, em "Coragem: O Prazer de Viver Perigosamente"
Fonte: Palavras de Osho
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...