Cristais, Incensos e Velas



Os cristais, desde as culturas antigas do mundo, eram usados para curar e equilibrar o ser humano. Na cultura antiga da Índia, Grécia e Egito, os cristais eram usados para energizar remédios e auxiliar na medicina, trazendo a cura para muitas pessoas. Os cristais são poderosas ferramentas que trazem o equilíbrio natural para as partes: físicas, psicológicas e espirituais. Eles representam o poder da natureza superior. Os cristais podem ser usados em conjunto com outras terapias, tendo uma afinidade especial com a terapia de cores.

A energia que sai dos cristais, é uma composição dos elementos da natureza e dos raios vibracionais. Transmitem uma espécie de raio que é absorvido pelo corpo fisico. Esses raios absorvidos pelo corpo, desbloqueiam e alinham os chakras, que são os sete centros de energia que todos nós possuímos.

Os cristais podem ser usados nas práticas de meditações e visualizações. Podemos invocar a presença de um cristal através de nossos pensamentos, apenas imaginando sua cor. Eles trazem energia vibracional de alta frequência, amplificado e focalizado nas energias naturais do corpo e da mente.

Cada cristal tem uma função específica, de acordo com seu tamanho e coloração. Os cristais grandes, como por exemplo a Drusa por ser um quartzo de várias pontas, é excelente para as limpezas dos ambientes.

Os cristais mais comuns, são os cristais de quartzo (transparente), por sua maneira fácil de usar e alinhar os chakras. Os cristais coloridos são usados em cima de cada um dos chakras, a fim de atingir problemas específicos, como por exemplo uma dor de cabeça. Não é aconselhável para os iniciantes em cristais, começar com os cristais coloridos. O seu uso incorreto poderá não trazer os resultados esperados.

Primeiro Cristal

É aconselhável para as pessoas que desejam obter um cristal, escolher um simples, como o quartzo (transparente). Segure o cristal em suas mãos e procure sentir a vibração que eles emitem. Se sentir uma mudança de temperatura nas mãos ou uma espécie de formigamento, este será o cristal ideal para você.

Após a compra do cristal escolhido, ele deverá passar por um processo especial de limpeza e energização. É importante saber que quando um cristal entra em contato com o corpo físico, ele absorve muitas energias negativas, precisando ser limpos e energizados antes de usar.

A limpeza em um cristal, faz com que todas as energias por ela absorvida sejam descarregadas. A energização devolve as energias ao cristal, desta maneira, estando pronta para usá-la novamente.

Método de Limpeza

Apresentamos algumas maneiras de como fazer uma limpeza em seu cristal:
a) Pegue uma bacia de vidro ou de plástico (não pode ser de alumínio), coloque água e sal grosso, deixando os cristais submersos por 24 horas ou mais.
b) Separe os cristais a serem limpos, deixe-os exposto à uma chuva forte, desta maneira eles descarregão as energias negativas para a terra.
c) Pegue o(s) cristal(is) a serem limpos. Ascenda um incenso de seu gosto e assopre a fumaça em direção aos cristais. Faça este processo 3 vezes.

Método de Energização

Apresentamos algumas maneiras de como fazer uma energização em seu cristal:
a) Para quem mora perto de um rio ou riacho, é uma ótima opção, deixar a água da correnteza cair sobre os cristais por alguns minutos.
b) Deixe os cristais exposto à luz solar, no mínimo por seis horas, ou deixe exposto a luz lunar, ficando a noite inteira.
c) Pegue um ou dois cristais de cada vez. Segure-os na mão, deixando a água da torneira cobrir os cristais, imaginando uma luz dourada penetrando no cristal. Permaneça com os cristais na água por 2 minutos ou mais.
d) Enterre os cristais e deixe-os por 24 horas.
e) Deixe os cristais perto de uma Drusa (Quartzo transparente com várias pontas) por algumas horas.

Método de Programação

Os cristais podem ser programados para determinados fins. Para iniciar uma programação em um cristal, é preciso estar em um ambiente calmo e inspirar bastante amor para dentro do cristal. Os cristais são sensìveis à mente, por isso, tenha cautela e paciência ao iniciar uma programação. Caso durante a programação surgir alguma interrupção, recomesse todo o processo novamente.

Se quiser programar o cristal para outros fins, lembre-se que é preciso passar pelo processo de limpeza e de energização, e então, dê a sequência da programação.
Este processo é dividido em 3 partes:
1) Escolha um cristal de sua preferência (quartzo transparente ou qualquer cristal colorido),
2) Segure-o na mão direita, pense mentalmente qual irá ser a sua função. Ex: "Este cristal vai curar...",
3) Permaneça com o cristal na mão por mais 10 minutos.

Usos Diversos

Banhos: Para obter um efeito de energização, escolha alguns cristais de sua preferência e coloque-os em uma banheira. Após o banho, limpe-os e energize-os novamente.

Energização de ambientes: Escolha alguns cristais e coloque-os dentro de um vidro, um deles precisa ser quartzo. A medida que a água dentro do vidro for mudando de cor e ficando escuro, troque a água e lave os cristais.

Uso pessoal: Escolha um cristal e coloque dentro de um veludo e carregue-o dentro da bolsa, no bolso ou qualquer outro lugar de sua escolha. Ou coloque um cristal de sua escolha dentro do travesseiro enquanto dorme.

Plantas: Escolha um cristal de sua preferência e coloque perto da raiz da planta a ser energizada.

Para ser absorvida a energia de um cristal, vire a ponta do cristal de modo que fique direcionado à você. Se for passar energia para outra pessoa, direcione a ponta do cristal para a pessoa que irá receber a energia.

Cristais para desenvolvimento


3ª visãoametista, sodalita, lápis lazuli
A capacidade de meditaçãoametista, cristal fumê
A capacidade de atrair os seres de luzametista, calcita azul
A capacidade de prever o futuroágata musgo, jaspe bahia, sodalita
A verdade interiorametista
Amor fraternalquartzo rosa
Clareza de pensamentocristal, ametista
Clarividênciaaspe bahia, sodalita
Compaixãoquartzo rosa
Compreensãolabradorita, esmeralda, fluorita, quartzo rosa, sodalita
Consciência divinacristal, ametista
Desapegocristal fumê
Disciplinalápis lazuli, ônix
Energia positivacristal
Equilíbriocristal fumê, howlita azul, quartzo azul, turmalina quartzo
Espiritualidadeágata lilás, ametista, topázio imperial
Harmoniaquartzo azul, turmalina quartzo, unaquita
Intuiçãoametista, lápis lazuli, olho de falcão, sodalita
Mediunidadesodalita
Pensamento positivocalcedônia, calcita azul
Sabedoria interiorcristal, ametista
Sensação de paz interiorametista, calcedônia, howlita branca, topázio imperial
Serenidadecalcedônia, calcita verde
Sonhos premonitivoságata musgo, jaspe bahia, sodalita
Vidênciasodalita

Cristais para limpeza e energização


Da almaametista, calcita azul
Da auracristal fumê
Do ambientecristal, turmalina negra
Do corpocristal, turmalina negra
Do espíritocristal, lápis lazuli, turmalina negra

Cristais para proteção


Acidentesesmeralda, turmalina negra
Bloqueios espirituaisturmalina negra
Bruxariaônix, turmalina negra, turmalina quartzo
Doençasquartzo verde
Feitiçariaônix, turmalina negra
Influências e energias negativascalcita verde, hematita, jaspe indiano, turmalina negra
Magia negraônix, turmalina negra
Mau olhadoolho de tigre, turmalina negra
Maus espíritosjaspe indiano, turmalina negra
Obsessãoturmalina negra
Pesadeloscalcedônia
Sofrimentos da almaturmalina negra
Todos os maleságata, ágata azul, ágata de fogo, ágata lilás, ágata verde, ágata rosa, olho de tigre, ônix, turmalina negra



LIMPEZA DE CRISTAIS


Dentro da estrutura molecular existe a tendência, depois de algum tempo de uso do cristal, ao acúmulo de energia negativa ou energia estática.

Isto se deve à sensibilidade dos cristais a influências energéticas, tais como : poluição eletrônica, formas negativas de pensamento, energias negativas ao se trabalhar com emoções, etc.

Essa negatividade não afeta, no entanto, as camadas mais profundas de energia do cristal, não influenciando, portanto, a programação dos mesmos.

Somente as camadas mais superficiais são afetadas por essa poluição. Sabendo disso, devemos freqüentemente limpar todos os cristais que usamos diretamente sobre o nosso corpo, pois eles estão continuamente expostos às mais diversas energias negativas: nossas e do meio ambiente.Siga uma dessas técnicas para limpar seu cristal, seja ele novo ou não:

Técnicas de limpeza

Coloque imersos em água com sal grosso, por 24 a 48 horas.

Mergulhe os cristais em sal grosso, por 24 a 48 horas.

Enterre os cristais no chão, por dois a sete dias.

Deixe os cristais expostos à luz solar, no mínimo por seis horas, ou deixe exposto à luz lunar, ficando a noite inteira.

Pegue um ou dois cristais de cada vez. Segure-os na mão, deixando a água da torneira cobrir os cristais, imaginando uma luz dourada penetrando no cristal. Permaneça com os cristais na água por 2 minutos ou mais.


Carregar e ativar cristais

Após a limpeza dos cristais, deve-se carregar a estrutura molecular com energia positiva, além de ativá-los.
Ao carregar um cristal, estamos fazendo crescer a energia, tal como fazemos quando carregamos uma bateria.

O processo de ativação visa a catalisar áreas dormentes do espírito energético do cristal. Este procedimento é importante, pois, na maioria dos cristais, o potencial energético não está totalmente desenvolvido. Para carregar e ativar os cristais, devemos então coloca-los (sobretudo o cristal branco) em ambiente que vai infundir-lhe uma freqüência energética primária.


Técnicas para carregar e ativar cristais

A técnica mais freqüente é a de colocar o cristal dentro da água, fora de casa, em contato direto com a luz solar e/ou da lua (quarto crescente ou lua cheia), por 24 a 48 horas.

Expor o cristal ao arco-íris.

Colocar um círculo de cristais ativados, com o cristal a ser ativado no centro. Se forem usados cristais de uma ponta para esse fim, as pontas devem todas convergir para o cristal a ser ativado no centro.

Tempestades – expor os cristais a intensas tempestades, chuvas, ventanias, trovoadas, etc. Esta técnica é mais para ativação do cristal.

Após a limpeza, coloque o cristal (já carregado) na sua mão esquerda, mantenha uma postura que permita sua coluna ficar reta, trabalhe com a respiração, inspirando ar pelo nariz e soltando pela boca, num ritmo lento e profundo, eleve seu pensamento e imagine estar dentro de seu cristal, sentindo sua temperatura e recebendo em todo o seu corpo sua luz cromática (conforme a cor do seu cristal).

Fique um tempo banhando-se com essa luz.

Saia mentalmente do cristal, mas continue recebendo sua luz.

Passe o cristal para a mão direita e doe essa energia para as pessoas que estão mais próximas de você, para as pessoas que lhe vierem a mente, para a cidade toda, para o mundo todo, e traga-a de volta para você.

Fazendo esse exercício diariamente numa hora de repouso, renovará seu espírito, equilibrará suas energias e lhe dará a sensação de estar comungando com o universo o tempo todo.

E não esqueça: “a gente não escolhe os cristais, eles nos escolhem”!




http://mensagemdaspedras.blogspot.pt/2012/02/rubi.html




INCENSOS




Histórico do incenso


Egípcios: são, talvez, os mais antigos na arte da manufatura e do uso de incensos. O mais famoso incenso egípcio é o Kyphi (ou Khyphi), que era produzido dentro de um templo e sob ritual altamente secreto. Era um composto de efeito muito benéfico, e Plutarco o definia como: "O incenso tem dezesseis (16) ingredientes, número que constitui o quadrado de um quadrado e tais ingredientes são coisas que, à noite, deliciam.

Tem o poder de adormecer as pessoas, iluminar os sonhos e relaxar as tensões diárias, trazendo a calma e quietude àqueles que o respiram." Um dos seus ingredientes é o popular olíbano, árvore considerada sagrada, e durante a poda ou a coleta da resina, os homens deviam se abster de contato sexual ou com a morte. Plutarco forneceu a lista dos 16 ingredientes usados na preparação desse incenso: mel, vinho, passas, junco doce, resina, mirra, olíbano, séseli, cálamo, betume, labaça, thryon, as duas espécies de arcouthelds, caramum e raiz de Íris.


Hindus: sempre foram apaixonados por aromas agradáveis e, a Índia (nos tempos antigos) sempre foi celebre por seus perfumes. A importação de incenso da Arábia foi uma das primeiras, mas outros materiais aromáticos também eram usados, como: - benjoim, resinas, cânfora, sementes, raízes, flores secas e madeiras aromáticas. O sândalo era um dos itens mais populares da época. Esses materiais eram queimados em rituais públicos ou em casa.


Judeus: no Velho Testamento encontram-se várias referências ao seu uso entre os judeus. Geralmente os pesquisadores concordam que a queima do incenso só foi introduzida no ritual judaico em torno do século VII antes de Cristo. O primeiro incenso era composto de poucos ingredientes: estoraque, onicha, gálbano e olíbano puro, e sua preparação era semelhante aos sacerdotes egípcios.


Gregos: começou a ser difundido no século VIII a.C., vindo da Fenícia.


Budistas: começou a ser difundido por volta do século VII a.C.; e junto com os perfumes, constituía uma das sete oferendas sensoriais, que formam um dos sete estágios de adoração.


Romanos: muito utilizado na Festa do Pastor, junto com ramos de oliveira, louros e ervas, assim com da mirra e açafrão.


Cristãos: foram os que mais demoraram a adotar o incenso em seus ritos. Só após o século V, seu uso foi aumentando lentamente. Por volta do século XIV, tornou-se parte da Missa Solene e outros serviços.


Islâmicos: não há refêrencia ao seu uso no sentido religioso, mas a tradição nos mostra que o seu perfume pode ser usado como uma referência aos mortos.


Outros cultos: é um acessório comum às cerimonias mágicas, para neutralizar as energias negativas, por exemplo, ou usado nos métodos de encantamentos. As letras do nome da pessoa para qual é feito o encantamento indicam qual o perfume necessário. Os materiais mais usados são: olíbano, benjoim, estoraque, sementes de coentro, aloés (babosa), entre outros.





Tipos de Incensos


Os incensos devem ser acesos para energizar e transmutar as energias aonde se encontram. Funcionam como purificadores e condutores de vibrações, sejam das pessoas ou dos locais.Para cada uso, existe um tipo específico e uma essência a ser utilizada. Podem ser em pastilhas, palitos, pó, e outras formas existentes no mercado.




Segue-se abaixo, uma pequena lista de alguns tipos e suas propriedades.


Arruda: confere proteção espiritual e aumenta a segurança. É muito eficiente na eliminação de energias negativas e sua purificação.
Acácia: evita pesadelos e transmite um sono tranqüilo.
Absinto: favorece a clarividência, e também, para proteção e amor.
Alecrim: afasta a depressão, purifica o local em questão, e eleva o nível de pensamentos.
Alfazema: eleva o astral e transmite tranqüilidade.
Almíscar: aumenta a sorte e o sucesso, assim como a intuição.
Angélica: aumenta a proteção.
Artemísia: faz aflorar a clarividência.
Anis estrelado: atrai a boa sorte.
Benjoim: aumenta a criatividade, seja em trabalhos artísticos ou escritos.
Camomila: melhora as finanças e acalma emocionalmente.
Canela: é indicado para questões financeiras e tranqüiliza o ambiente.


Cânfora: aumenta a realização emocional e profissional e elimina todo tipo de energia negativa.

Cedro: aumenta a força física. Muito indicado para purificar os ambientes, pois atrai vibrações de harmonia. Quanto aos negócios, ajuda a ter sucesso com as vendas.

Cipreste: aumenta a concentração, a firmeza e o equilíbrio. Proporciona prosperidade e fortuna.

Coco: traz o equilíbrio emocional necessário para a tomada de decisões.

Cravo: abre os caminhos, atrai dinheiro, destrói as energias negativas reinantes e confere segurança.

Erva cidreira: confere felicidade e sucesso; assim como promove o encontro de verdadeiro amor.

Erva doce: eficaz contra "olho gordo"; como também promove a harmonia e paz.

Eucalipto: renova as energias e promove uma verdadeira limpeza energética do local.

Hortelã: anula as energias negativas. É muito indicado para aumentar a compreensão, o poder de decisão, a ordem e a consciência ecológica.

Jasmim: aumenta a resistência física e melhora os negócios. Acalma o ambiente.

Lavanda: elimina a depressão e confere um sono tranqüilo.

Manjericão: traz sorte, felicidade, prosperidade e proteção.

Mirra: estimula a intuição.

Noz moscada: alegra o ambiente e atrai dinheiro, da maneira justa e merecida.

Orquídea: indicado para purificar o ambiente de trabalho e ajudar a encontrar soluções para problemas práticos.

Patchuli: traz abundância e reativa a fertilidade.

Pimenta da jamaica: elimina brigas dentro de casa; atrai dinheiro e boa sorte.

Pinho: atrai proteção e aumenta a fertilidade.

Rosa branca: limpa o ambiente contra as energias maléficas e acalma as pessoas que estão ao seu redor.

Sândalo: ajuda no desenvolvimento e expansão da intuição.

Sândalo branco: traz sucesso, proteção e aumenta o poder da meditação.

Vertiver: é a fragrância que protege o comércio, favorecendo as boas vendas, atraindo dinheiro e a boa sorte.

Violeta: ajuda a espantar as energias negativas.












Os Incensos e os Signos







Áries: mirra ou cipreste, almíscar, angélica, ópium, rosa musgosa, alecrim.

Touro: sândalo, camomila, arruda, orquídea.

Gêmeos: canela, âmbar, indiano e eucalipto.

Câncer: cânfora, jasmim, maça rosada.

Leão: amor perfeito, cedro, lótus, rosa branca, sândalo vermelho.

Virgem: canela, cravo da índia, rosa musgosa, angélica, benjoim.

Libra: eucalipto, calêndula, cedro, jasmim, orquídea.

Escorpião: almíscar canforado, flor do campo, lótus.

Sagitário: alfazema, alecrim, sândalo amarelo.

Capricórnio: arruda, benjoim, cravo da índia, sândalo vermelho.

Aquário: cedro, flores do campo, eucalipto, rosa branca.

Peixes: cânfora, jasmim, mirra, opium, sândalo amarelo.












Maneiras de se acender o Incenso







Se preferir acender com um isqueiro, é sinal que acredita em sua força mental e em seu pensamento positivo, para a limpeza que será feita.







Se preferir acender com um fósforo, significa que acredita que os elementos do ar, os silfos e silfídes, estarão ajudando na limpeza de sua casa. Ao acender o incenso, mentalize uma oração (a que mais lhe agradar).












Limpeza dos Ambientes







Segure o incenso com a mão esquerda, e percorra cada canto dos cômodos de sua casa. Não pare a sua oração mental ou falada, pois tudo o que é negativo está impregnado nos cantos e deve diluir-se o mais rápido possível.







Para preservar por mais tempo essa limpeza, jogue um pouco de sal nos cantos. Encare o incenso como um primeiro socorro à sua casa, procurando queimar pelo menos um, todos os dias, pois assim manterá o ambiente sempre limpo e bem protegido.







Senão puder acender um, todos os dias, faça-o pelo menos de 3 em 3 dias.







Se algumas pessoas sentirem-se incomodadas com o perfume ou até mesmo acabarem brigando com você, lembre-se de que o gênio contrário ou os espíritos inferiores não suportam ficar no mesmo espaço físico onde existam perfumes mágicos e acabam tentando fazer com que o seu uso seja interrompido.




Fonte: Grupo Pas






Velas


Quando acendemos uma vela e temos alguma intenção em mente, este já se tornou um ato mágico.


As velas são um meio simples de realizarmos uma operação mística, um ritual ou ancorarmos nosso anjo da guarda.


A chama representa nosso plano mental e a vela em si não é nada mais, nada menos do que uma maneira de focalizarmos nossa atenção e nos concentrarmos para nos ligarmos ao astral superior e efetuarmos nossos pedidos e agradecimentos.


Devemos sempre utilizar velas novas (virgens) e dependendo do ritual elas podem ser acesas em qualquer lugar e em qualquer altura.


Antes de acender uma vela é bom conservá-la entre as mãos por alguns minutos. Nossas mãos devem estar limpas para que possamos energizar a vela com nossos fluidos e pensamentos.
O silêncio é muito importante nos rituais místicos.


Lembre-se que nosso pensamento é energia e portanto pode tomar forma, isso é tão benéfico quanto perigoso.


Saiba pedir, faça uma projeção mental de suas necessidades sempre de maneira positiva, principalmente se o ritual for uma ancoragem de anjo da guarda. Os anjos não entendem frases negativas, nem passado, nem futuro, só o presente positivo.


A cor é um elemento definitivo num ritual com velas. As cores estão ligadas às emoções e desejos humanos. As cores são luzes que vibram com energia e comprimentos de onda diferentes, como na cromoterapia, cada cor tem sua função específica.


Orar é essencial e não tem fórmula. Converse com seu anjo, santo, entidade, seja qual for sua crença, com suas palavras, com amor, convicção e humildade. Caso você não saiba como orar, comece com uma oração conhecida, de sua religião.


Ofereça, por exemplo, um Pai Nosso ou Ave Maria ao seu anjo da guarda e ele mesmo lhe dará inspiração para a realização do ritual.


Não se esqueça de tomar todas as medidas de segurança, pois afinal de contas você estará manipulando um elemento poderoso: o fogo.


Todo cuidado é pouco.



 As Velas falam com você


Quando uma vela não acende de imediato, o anjo ou entidade solicitada, pode estar tendo dificuldades para ancorar.Acenda um incenso para limpar o ambiente.


Quando uma vela queima e sua chama é azulada, certamente você está sendo assistido por anjos e elementais positivos.


Quando a chama vacila, é sinal de que sua oração poderá ser atendida, mas sofrerá mudanças.


Quando a chama levanta e abaixa, pare. Concentre-se novamente, pois você está divagando demais.


Quando a chama solta fagulhas, o anjo ou entidade fará com que alguém lhe dê um sinal sobre seu pedido. Talvez não seja a hora apropriada para você realizar seu desejo.


Quando a chama parece uma espiral, fique certo de que seu pedido já está sendo elevado ao astral superior.


Quando o pavio se divide em dois, cuidado, seu pedido foi feito de forma duvidosa.


Quando a ponta do pavio está bem brilhante, é sinal que você terá muita sorte e sucesso em seu desejo.


Quando a vela chora muito, segundo os esotéricos o anjo ou entidade, sentem dificuldade em atender seu pedido. Nas religiões afro-brasileiras significa axé, ou seja, força, a entidade dará uma resposta positiva.


Quando a vela acaba e não sobra nada, segundo esotéricos e afro-brasileiros, o anjo ou entidade sente necessidade de mais orações.


Quando a vela apaga antes de queimar até o fim, é sinal de que o anjo ou entidade lhe ajudará a alcançar seu pedido, mas cabe a você e a seu merecimento conseguir o desejado.


 As Cores e as Velas


Cada cor tem seu simbolismo próprio e representa necessidades físicas, intelectuais e espirituais. Abaixo você poderá descobrir as vibrações benéficas de cada cor.


Branca: Harmonia, paz, equilíbrio, ascensão, emoções, assuntos familiares. Afasta o gênio contrário. Usada na cura de qualquer doença.


Azul: Limpeza espiritual, força, poder, fé, dinheiro, assuntos jurídicos, negócios, trabalho,. Afecções da garganta, dentes, dor de cabeça, enxaqueca e insônia.


Amarela: Inteligência, estudos, habilidade mental, justiça, sabedoria, mudanças. Problemas de estomago, pele e doenças nervosas.


Rosa: Relações afetivas, para encontrar a alma gêmea, emanar bons fluidos.


Verde: Saúde física, fartura, abundância, calma, relaxamento mental. Problemas cardíacos, pressão alta e úlceras.


Vermelha: Força, coragem, situações de emergência, energia sexual. Debilidade física, resfriados e deficiências vitamínicas.
Violeta ou Lilás: É a cor da espiritualidade, transforma tudo o que é negativo em forças positivas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...